SINDIPI/Notícias/COMUNICADO - Greve dos Caminhoneiros

Notícias

Publicado em 29/05/2018

COMUNICADO - Greve dos Caminhoneiros

Comunicado

Nos últimos dias o Sindicato dos Armadores e das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI acompanhou de maneira solidária a manifestação dos caminhoneiros em todo o país. O sindicato, aqui representado pelo seu Presidente Jorge Neves, acredita na legitimidade da pauta apresentada ao Governo Federal. Destaca ainda a coragem dos caminhoneiros e a maneira como o movimento conquistou a população brasileira que foi às ruas apoiar o movimento.  Trabalhadores da pesca também se manifestaram, de maneira silenciosa percorreram o canal do Rio Itajaí-Açu. A pesca, assim como outros tantos setores produtivos do Brasil, também é vítima dos aumentos abusivos e quase diários do preço do óleo diesel. Hoje, 80% das despesas de uma embarcação é com o combustível e ao longo dos últimos anos esse valor vêm se tornando insustentável para quem ainda persiste na atividade, por isso, somos capazes de entender o momento pelo qual os caminhoneiros passam.

Mas neste instante é preciso pensar na sobrevivência das nossas indústrias. A paralisação chega nesta terça-feira ao 9º dia e gera prejuízos para as empresas de pesca de Itajaí e região. Algumas estão paralisando as atividades por falta de insumos (sacos plásticos, caixas de papelão, produtos químicos para limpeza, nitrogênio). Muitos empresários estão com os estoques lotados, não conseguem escoar a produção e também não podem receber pescado. Por falta de combustível nas bombas, funcionários não conseguem chegar aos seus postos de trabalho.  Estamos a véspera de uma das safras mais importantes e tradicionais para o nosso estado a da “tainha” e se nada for feito os pescadores e armadores correm o risco de iniciar a captura sem conseguir sair para o mar.

Precisamos de cautela e um pouco de bom senso neste momento. Destacamos aqui que parte das reinvindicações dos motoristas já foram atendidas e entendemos que é hora de recolocar o país nos trilhos para evitar maiores prejuízos. Os caminhoneiros precisam honrar o trato feito com o governo. Pedimos o apoio desta classe tão importante para o Brasil e desejamos que cada caminhoneiro volte ao trabalho, pois a população também sofre as consequências deste movimento.  Ao mesmo tempo que solicitamos o apoio dos caminhoneiros não poderíamos deixar de mencionar aqui a importância de um trabalho do governo para que as atividades sejam retomadas de maneira segura.

Não adianta apenas abrir estradas e deixar os veículos rodarem sem segurança. É necessário nestes primeiros dias de volta a rotina um acompanhamento das forças de segurança para manter a integridade dos condutores, carga e dos veículos. Antes de finalizar este comunicado, gostaríamos de deixar um recado explícito ao Governo Federal. Este movimento dos caminhoneiros mostrou mais uma vez ao setor, o quanto a pesca é desprestigiada pelo Governo Federal.  O setor gostaria de ter por parte de seus representantes em Brasília o mesmo respeito reservado aos caminhoneiros. Nos últimos anos apresentamos inúmeras reivindicações, entre elas a problemática enfrentada pela pesca referente ao óleo diesel e nunca tivemos voz. Afinal de contas somos os responsáveis por boa parte da geração de emprego, renda e do alimento que chega à casa dos brasileiros.

 

Jorge Neves - Presidente do SINDIPI